RECONSTRUÇÃO DO “EU” - DESENVOLVENDO A INTELIGÊNCIA INTERPESSOAL-

No dia-a-dia, muitas vezes nos deparamos com situações inaceitáveis, mas será que alguma vez já paramos para pensar o que gerou tal situação? Costumo dizer que compramos nossos problemas e pagamos caro por eles! Pois bem, essa máxima eu aprendi em convivendo com a milenar filosofia oriental, mas infelizmente ela ainda é uma verdade nos dias atuais, e o relacionamento interpessoal é o grande X de quase todas as questões.

Relacionamento implica em conviver, dividir, compartilhar espaços, situações, opiniões, tarefas, enfim, relacionar-se é viver em comunidade, e esta arte pode ter meandros profundos. Sendo assim, para entender um pouco mais a respeito do relacionamento, devemos começar conhecendo o conceito de inteligência interpessoal, que é objetivamente, a capacidade de compreender e reagir de maneira correta, diante das várias situações que permeiam nossos relacionamentos cotidianos.

Idéias, desejos, ansiedades, temperamentos, interesses, tudo isso altera e influi diretamente em nossa conduta, e todo o ser humano possui esses sentimentos, não podemos fugir! O que nos propõe o conceito da inteligência interpessoal é que, precisamos sim, estudar de que forma poderemos sem culpa, continuar sendo emocionais e ao mesmo tempo racionais.
Relacionar-se utilizando os princípios da inteligência interpessoal, é um exercício diário de reconstrução do “EU”, sim reconstrução! Pois somos educados para reagir, responder de imediato, sem pensar, analisar ou compreender o que uma situação realmente significa dentro do contexto em que ela acontece. Desenvolver a capacidade de relacionamento, facilita o processo de crescimento profissional e pessoal, dando forma a hábitos e atitudes que nos direcionam para uma visão mais humanista e holística de nossa presença neste mundo, seja profissional ou pessoal.

Um ser humano que se pré-dispõe a trabalhar e reconstruir-se dentro dos conceitos e princípios da inteligência interpessoal, torna-se mais empático, desenvolve atitudes de liderança e colabora para um ambiente laboral saudável e propenso a idéias, no qual será sempre valorizada a pessoa com todos os seus erros e acertos, sendo direcionada continuamente ao crescimento.

Perceber e analisar nossos valores, interesses, idéias e temperamentos, nos ensina a entender melhor o próximo, pois veremos que somos todos muito mais parecidos do que imaginamos ser.

Relacionar, interagir, colaborar, entender e responder adequadamente aos desejos, motivações, temperamentos e humores dos que nos cercam, faz parte dos fundamentos da inteligência interpessoal. Desta forma, valorizando e aplicando estes fatores, conseguiremos desenvolver a habilidade de perceber as intenções, distinguir necessidades, descobrir os desejos e anseios das outras pessoas, e poderemos reagir de forma empática, compreendendo os sentimentos do outro, construindo assim um dos pilares da liderança e da capacidade de conviver e interagir com sucesso na vida profissional e pessoal.

Um ser humano que desenvolve os princípios da inteligência interpessoal, torna-se comprometido com o universo em que vive, tornando-se uma pessoa respeitada por todos sem exceções, pois adquire consciência das quatro dimensões básicas: emocional, espiritual (que não tem nada a ver com religião), social e racional. Desta forma, é construído um ser humano completo, empático, accessível, afável, compreensível e servidor.

A raiz da maioria dos problemas no mundo dos negócios está nas relações interpessoais, desenvolva os princípios da inteligência interpessoal e construa um mundo melhor para você e para todos com quem se relaciona, pois, de nada adiantará possuirmos as melhores ferramentas se não tivermos desenvolvido habilidades para utilizá-las corretamente.

Um comentário:

Debora Martins disse...

Olá! Fabio,
Tem um selo pra ti no meu blog.
http://deboramartins.blogspot.com/2008/09/recebi-meu-1-selo-prmio-dardos-e.html
Abraços,
Débora Martins